Hugo Calderano vai enfrentar Xu Xin no WTT de Macau de Tênis de Mesa com Premiação Milionária

Hugo Calderano - Brasil - Foto: ITTF

Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi disputam torneio com regras complexas que é uma aposta da Federação Internacional para as próximas temporadas.


Em uma temporada totalmente atípica, chegou a hora do último desafio internacional. Na noite desta terça-feira (24), no horário de Brasília (manhã de quarta-feira no horário local), começa o WTT de Macau, na Região Autônoma da China. 

Com a presença dos brasileiros Hugo Calderano, sexto do ranking mundial, e Gustavo Tsuboi, 44° da lista, será o evento derradeiro do Restart, a “bolha” do tênis de mesa que marcou a retomada das competições internacionais. Mais do que isso, é uma aposta da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) para os próximos anos. Os jogos terão transmissão ao vivo pela ITTF TV (tv.ittf.com) e os horários ainda não foram definidos.

O torneio tem como grande atrativo a premiação. Somente para participar, os atletas já recebem uma bolsa de 15 mil dólares (mais de R$ 80 mil reais no câmbio atual). Um atleta pode acumular até 90 mil dólares em prêmios se for o campeão, o que significa R$ 482 mil no câmbio atual.

Xu Xin - China - Foto: ITTF

Para chegar ao título, os 16 atletas terão trajetórias diferenciadas. Os quatro cabeças de chave se enfrentam em um grupo separado. Hugo Calderano, número 4 nesta lista, encara o chinês Xu Xin, número 1 do grupo e segundo do ranking mundial. A colocação neste grupo de quatro atletas definirá o posicionamento dos mesa-tenistas para as quartas de final.

Hugo Calderano - Brasil - Foto: ITTF

Gustavo Tsuboi também vai ter um confronto complicado diante do chinês Zhao Zihao. Quem vencer encara os ranqueados entre as posições 5 a 8, nas oitavas de final. Os novos ganhadores, finalmente, passam para as quartas de final, contra os quatro cabeças de chave. A partir daí o torneio segue as regras normais de chaveamento, com vencedores passando para a semifinal e, em caso de novo triunfo, decidindo o título. 

Gustavo Tsuboi - Brasil - Foto: ITTF


Regras diferenciadas

Mudanças também serão vistas no formato dos confrontos. O grupo dos cabeças de chave terá cinco sets onde o vencedor será o atleta que fizer oito pontos primeiro. Não há necessidade de um atleta abrir dois pontos de vantagem em caso de empate em 7 a 7, sendo vencedor aquele que fizer o oitavo ponto.

No grupo que define os classificados para as oitavas e nas duas fases seguintes, a regra será diferente. Os jogos terão cinco sets de 11 pontos, com o mesa-tenista que fizer o 11° ponto primeiro vencendo automaticamente nos quatro primeiros sets. Caso a partida vá para quinto set, desempate, é preciso que um dos dois atletas abra dois pontos.

Já nas semifinais, serão sete sets de 11 pontos cada, com o atleta que fizer o 11° ponto primeiro vencendo automaticamente nos seis primeiros sets e necessidade de abrir dois pontos em caso de set desempate. Na final, nova mudança. A partida terá nove sets de 11 pontos. Novamente, o mesa-tenista que fizer 11 vence nos oito primeiros sets e há a necessidade de abrir dois pontos em caso de set desempate.

Crédito: CBTM




Comentários

Total de visualizações da página

eBook

Tênis de Mesa Gran São João

Postagens mais visitadas dos últimos 30 dias

Luiza Dalfré do Gran São João na Liga Nipo Brasileira de Tênis de Mesa

Tênis de Mesa Limeira