Para Hugo Calderano a Principal Vantagem dos Chineses é Começar Cedo no Tênis de Mesa

Sexto colocado ranking mundial, brasileiro é esperança de medalha do Brasil nas Olimpíadas

Hugo Calderano

A China é o grande país do tênis de mesa, tendo ganho 28 das 32 medalhas de ouro olímpicas da história do evento. E um brasileiro, Hugo Calderano, de 24 anos e número seis do ranking mundial, está no bolo da briga por um pódio nos Jogos de Tóquio, marcados para o ano que vem.

- É bem tarde quando você diz que eu sai de casa aos 14 anos para treinar tênis de mesa. É um esporte muito técnico. Os asiáticos começam a treinar muito forte desde criança, e essa é nossa desvantagem que a gente tem contra os asiáticos - disse.

Calderano explicou, na entrevista, que se dividiu entre o vôlei e o tênis de mesa até os 11 anos, e saiu de casa, do Rio de Janeiro, para morar no ABC Paulista, quando tinha 14. Sexto colocado do ranking mundial, Hugo vê os chineses como favoritos e se vê na briga direta pela medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio:

- Os chineses são os grandes favoritos, e aí tem oito atletas para brigar por medalhas. Os japoneses, os dois alemães, um atleta de Taipei, e outros de diversos países que têm condições (...). Meu objetivo é ganhar uma medalha olímpica, tenho grandes condições, claro que tem outros atletas que conseguem brigar por uma medalha, mas obviamente eu entro em todas as competições com o objetivo de ganhar a competição- disse.

Crédito: Globo Esporte

Comentários

Arquivo

Mostrar mais