Para Hugo Calderano a Principal Vantagem dos Chineses é Começar Cedo no Tênis de Mesa

Sexto colocado ranking mundial, brasileiro é esperança de medalha do Brasil nas Olimpíadas

Hugo Calderano

A China é o grande país do tênis de mesa, tendo ganho 28 das 32 medalhas de ouro olímpicas da história do evento. E um brasileiro, Hugo Calderano, de 24 anos e número seis do ranking mundial, está no bolo da briga por um pódio nos Jogos de Tóquio, marcados para o ano que vem.

- É bem tarde quando você diz que eu sai de casa aos 14 anos para treinar tênis de mesa. É um esporte muito técnico. Os asiáticos começam a treinar muito forte desde criança, e essa é nossa desvantagem que a gente tem contra os asiáticos - disse.

Calderano explicou, na entrevista, que se dividiu entre o vôlei e o tênis de mesa até os 11 anos, e saiu de casa, do Rio de Janeiro, para morar no ABC Paulista, quando tinha 14. Sexto colocado do ranking mundial, Hugo vê os chineses como favoritos e se vê na briga direta pela medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio:

- Os chineses são os grandes favoritos, e aí tem oito atletas para brigar por medalhas. Os japoneses, os dois alemães, um atleta de Taipei, e outros de diversos países que têm condições (...). Meu objetivo é ganhar uma medalha olímpica, tenho grandes condições, claro que tem outros atletas que conseguem brigar por uma medalha, mas obviamente eu entro em todas as competições com o objetivo de ganhar a competição- disse.

Crédito: Globo Esporte

Comentários

Total de visualizações da página

eBook

Tênis de Mesa Gran São João

Postagens mais visitadas dos últimos 30 dias

Luiza Dalfré do Gran São João na Liga Nipo Brasileira de Tênis de Mesa

Tênis de Mesa Limeira