Com o adiamento da Olimpíada Giulia Takahashi entra na disputa pela 3ª vaga no Tênis de Mesa

Com o adiamento da Olimpíada para 2021, a jovem e talentosa Giulia Takahashi de 14 anos, entra na briga pela 3ª vaga da seleção brasileira feminina de tênis de mesa.

Giulia Takahashi - 14 anos - Brasil

No tênis de mesa, Giulia Takahashi, de apenas 14 anos (faz 15 na quinta-feira), é uma promessa da modalidade que pode ser realidade em 2021. Ela é tida como um grande talento e poderia se juntar à sua irmã Bruna, principal jogadora do Brasil no momento. "Eu acho que o Brasil já tem sua seleção adulta e, é claro, vou continuar batalhando e treinando firme para que quando apareça a oportunidade de participar de uma Olimpíada, eu esteja preparada", disse.

O técnico da seleção é Hugo Hoyama, que fez fama no tênis de mesa no Brasil. Ele reconhece o talento da atleta que ainda disputa competições no infantil e avisa que o grupo para Tóquio não está fechado.

"Não só ela, como outras atletas têm chances. Todas devem estar preparadas. Vou seguir o mesmo critério, as duas mais bem colocadas no ranking mundial e a terceira por escolha técnica", explicou Hoyama. No momento iriam Bruna Takahashi, Jessica Yamada e mais uma atleta por escolha técnica.

Comentários

Arquivo

Mostrar mais