Calderano bate chinês naturalizado dominicano, leva ouro e se garante em Tóquio

Brasileiro se supera em confronto diante de Wu Jiaji e fecha em 4 a 3, com parciais de 11/8, 6/11, 8/11, 11/7, 8/11, 11/8 e 11/2.

Hugo Calderano na final individual do Pan — Foto: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Depois de levar a medalha de ouro ao lado de Gustavo Tsuboi nas duplas, o mesatenista Hugo Calderano voltou à ação nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 na noite desta quarta-feira. E o rival era justamente Wu Jiaji, o chinês naturalizado dominicano, que tirou seu companheiro nas oitavas de final do torneio individual. O atleta do Brasil jogou demais e, após um confronto duríssimo, venceu por 4 a 3, com parciais de 11/8, 6/11, 8/11, 11/7, 8/11, 11/8 e 11/2. Dessa forma, ele não só se tornou bicampeão pan-americano, como garantiu a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Um fato curioso é que Jiaji Wu é nascido na China e se naturalizou dominicano tem somente quatro meses. É bastante comum ver atletas chineses, que são conhecidos pela excelência nessa modalidade, mudando de país para disputar competições no tênis de mesa. Em 2003, o atleta Lin Ju foi campeão da modalidade em uma situação parecida: defendeu a República Dominicana após ser contratado para competir no Pan.

Hugo Calderano - Foto: COB
- Foi uma partida muito disputada. De nível técnico, emocional e mental muito alto. Estou muito feliz com o título, mas muito difícil falar agora. Ainda estou pensando no jogo. Mas estou orgulhoso do nível da performance que consegui entregar - comemorou Calderano após o ouro.

Em Lima 2019, a delegação de tênis de mesa já tem uma prata com Bruna Takahashi e Gustavo Tsuboi nas duplas mistas, e um bronze novamente com Bruna ao lado de Jessica Yamada, além do ouro da dupla masculina formada por Gustavo e Calderano. As disputas por equipes se iniciam nesta quinta-feira, às 12h (de Brasília), e vão até dia 10 de agosto. Tanto as mulheres quanto os homens competem, ou seja, há mais duas oportunidades de pódio.

O jogo

Hugo Calderano começou o jogo perdendo, mas já deu seu cartão de visitas ao dominicano ao conseguir a virada e fechar a parcial em 11 a 8. Na segunda, Wu Jiaji botou pressão. O brasileiro até esboçou a reação em alguns momentos, mas o set ficou com o rival: 11 a 6. O terceiro começou com o mesmo roteiro, com Wu abrindo vantagem, o mesatenista do Brasil reagindo, mas sendo derrotado no fim por 11 a 8.

O brasileiro abriu a quarta parcial jogando melhor e chegou a fazer 4 a 0. O rival até reagiu, mas a vitória foi de Calderano, por 11 a 7. No quinto set, muito equilíbrio. Mas, perto do fim da parcial, o atleta da República Dominicana cresceu e fechou em 11 a 8. O atleta do Brasil foi dominante no sexto set e venceu por 11 a 8, empatando em 3 a 3. No set de desempate, Hugo Calderano cresceu mais uma vez e fechou em 11 a 2 para comemorar o bicampeonato e a vaga olímpica.

Crédito: Gabriel Fricke e Guto Rabelo - globoesporte


PÁGINA INICIAL


Comentários

Arquivo

Mostrar mais