Oshima vence Calderano por 4 a 3 no Aberto da Austrália de Tênis de Mesa

Em confronto duríssimo, com mais de uma hora de duração, o brasileiro Hugo Calderano se despediu na estreia do Aberto da Austrália, competição nível platinum do Circuito Mundial. Na madrugada desta quinta-feira (26), em Geelong, ele foi derrotado pelo japonês Yuya Oshima, número 50 do ranking mundial, por 4 a 3 (5/11, 7/11, 11/6, 11/5, 10/12, 11/8 e 7/11).
Hugo Calderano - Brasil - Foto: ITTF
A derrota interrompe a boa volta de Calderano, após uma breve parada de férias no mês de junho. Logo na primeira competição, ele chegou nas quartas de final do Aberto da Coreia do Sul, na semana passada, sendo parado apenas pelo chinês Lin Gaoyaun, número 3 do mundo.
O brasileiro começou mal a partida, permitindo ao japonês abrir 6 a 2 no placar. Chegou a tentar uma tímida reação no set, mas acabou derrotado por 11 a 5.
O panorama praticamente não mudou no início do segundo set. Oshima chegou a abrir 6 a 1. Calderano foi buscar ponto a ponto, obrigando o japonês a pedir tempo quando o placar já apontava 8 a 7. A paralisação deu resultado e o adversário fechou em 11 a 7.
No terceiro set, finalmente Calderano se encontrou na mesa. Impondo seu jogo, abriu 5 a 0 no placar, vantagem fundamental para fechar a parcial em 11 a 6.
O domínio do brasileiro, com ataques muito precisos, continuou no quarto set. Calderano logo abriu uma boa dianteira, em sua parcial mais tranquila: 11 a 5.
No set com maior alternância de domínio na mesa, Oshima mostrou que não estava morto no confronto. Fez 4 a 1 no início da parcial. Calderano reagiu, confirmando cinco pontos consecutivos. Outra virada, desta vez do adversário, que abriu 8 a 6. O equilíbrio continuou até 10 a 10, quando o japonês teve mais tranquilidade para fechar em 12 a 10.
No sexto set, Calderano variou bastante seus ataques, dificultando a vida do japonês. Mantendo o controle do placar desde o início, fechou em 11 a 8, levando o confronto para a decisão no tie-break.
O set que valia a vaga na fase seguinte foi extremamente tenso e equilibrado. Oshima se defendia muito bem e conseguia ótimos contra-ataques. Com 9 a 7 contra no marcador, o técnico Jean-René Mounie pediu tempo para buscar uma reação de Calderano. A parada não surtiu efeito e o japonês venceu por 11 a 7, classificando-se para as oitavas de final.
Derrota nas duplas
O torneio de duplas terminou para Hugo Calderano nas oitavas de final. Jogando ao lado de Simon Gauzy, o brasileiro foi derrotado pelos alemães Patrick Franziska e Ricardo Walther, por 3 a 0 (4/11, 5/11 e 9/11). Os dois jogadores adversários estão entre os vinte melhores da atualidade no ranking mundial de duplas.
A dupla não ofereceu a menor resistência aos alemães nos dois primeiros sets. No terceiro, o brasileiro se mostrou muito mais ousado, arriscando todas as bolas logo no início dos ralis e tirando os adversários da zona de conforto. Calderano e Gauzy chegaram a liderar o marcador em diversas oportunidades, mas não resistiram no momento decisivo.
Crédito: CBTM



Página Inicial

Comentários