Hugo Calderano fica entre os 8 melhores no Aberto da Coreia do Sul de Tênis de Mesa

Hugo Calderano encerrou, na madrugada deste sábado (21), mais uma grande participação em um torneio Platinum do Circuito Mundial, equivalente ao Grand Slam do tênis de mesa. O brasileiro, número 10 do mundo, perdeu nas quartas de final do Aberto da Coreia do Sul, em Daejeon, para o chinês Lin Gaoyuan, 3º no ranking, por 4 a 2 (7/11, 11/9, 6/11, 11/6, 1/11 e 8/11). 

Hugo Calderano vs Lin Gaoyuan - Foto: ITTF
Além de ter ficado entre os oito melhores da competição, Calderano fez uma grande participação se compararmos os desempenhos dos Top-10 mundiais que participaram da disputa na Coreia do Sul. 

O adversário que o derrotou foi o único da lista a seguir no torneio. O brasileiro e o sul-coreano Lee Sangsu (7º colocado) conseguiram chegar nas quartas de final. 

O jogo foi cheio de alternativas e muito agradável para a torcida. O chinês começou o primeiro set melhor. Calderano tentou equilibrar a partida, mas não conseguia encaixar seus melhores ataques. Gaoyuan abriu vantagem na metade do set e desconcentrou totalmente o brasileiro, fechando em 11 a 7. Calderano voltou inspiradíssimo para o segundo set. Com ralis realmente espetaculares, abriu 4 a 0 no placar e manteve a vantagem até quase o fechamento, quando o chinês reagiu. 

O técnico Jean-René Mounie pediu tempo e o brasileiro voltou a se encontrar na mesa, para finalmente fechar em 11 a 9. No terceiro set, Calderano e Gaoyuan começaram trocando pontos e se revezando na frente do placar, até 4 a 4. 

O brasileiro abriu dois pontos de vantagem e parecia ter tudo a seu favor. Mas o chinês dominou a mesa a partir deste momento, fechando em 11 a 6. O quarto set voltou a ser do brasileiro. Preciso nos contra-ataques e se defendendo muito bem, Calderano foi desequilibrando o adversário pouco a pouco na mesa, abriu vantagem e não permitiu a reação do chinês, devolvendo o 11 a 6 da parcial anterior. 

No quinto set, cada adversário marcou um ponto no início. A partir daí o chinês acertou quase tudo o que tentou e Calderano não conseguiu reagir na mesa, em seu pior momento na competição: 11 a 1. Calderano voltou a equilibrar o jogo no sexto set. Após 4 a 4 no placar, permitiu que o chinês abrisse quatro pontos de vantagem. O brasileiro iniciou uma reação, fazendo com que o oponente pedisse tempo, mas era tarde: 11 a 8 e fim de torneio para o número 10 do mundo.


Crédito: CBTM

Página Inicial

Comentários