Brasil termina em 3º e garante vaga no Mundial na Austrália de Tênis de Mesa

O Brasil está garantido no feminino e no masculino do Campeonato Mundial Juvenil de Tênis de Mesa, em Bendigo, na Austrália. As equipes brasileiras conquistaram a vaga nesta quinta-feira (12), no Campeonato Pan-Americano Juvenil, em Santo Domingo, na República Dominicana. As duas equipes tinham sido eliminadas nas semifinais e precisaram disputar com os outros times que saíram da competição nesta fase e quartas de finais. No torneio de classificação para o Mundial, a equipe feminina superou Guatemala e Porto Rico. Já os meninos precisaram passar por Canadá e Chile.

Pódio de Equipes Feminina do Pan-Americano Juvenil
Sto Domingo - República Dominicana - Foto: ITTF

No primeiro confronto do dia, a equipe feminina venceu a Guatemala por 3 a 1. Foram duas vitórias de Bruna Takahashi sobre Hidalynn Zapata, por 3 a 1 (6/11, 11/4, 11/4 e 11/4); e sobre Lucia Cordero, por 3 a 0 (11/6, 11/7 e 12/10). Tamyres Fukase também venceu seu jogo, contra Mercedes Mendizabal, por 3 a 1 (11/4, 12/10, 8/11 e 11/6). Já Lívia Lima foi derrotada por Lucia Cordero: 3 a 0 (9/11, 3/11 e 5/11).



Na disputa que decidia a vaga para o Mundial, as meninas brasileiras tiveram um duríssimo duelo contra Porto Rico. Bruna Takahashi venceu Fabiola Diaz, com autoridade, por 3 a 0 (11/3, 11/3 e 11/4). Lívia Lima foi superada por Adriana Diaz, por 3 a 0 (7/11, 5/11 e 6/11). Tamyres Fukase também perdeu, para Mileysha Sanchez, por 3 a 1 (11/4, 8/11, 15/17 e 7/11). Bruna Takahashi chegou a estar perdendo por 2 a 0, mas conseguiu uma incrível virada sobre Adriana Diaz, por 3 a 2 (7/11, 9/11, 11/5, 11/7 e 11/6). O resultado contagiou Lívia Lima, que não deu chances a Fabiola Diaz: 3 a 0 (11/6, 11/5 e 13/11). 



Os garotos tiveram pela frente, logo de cara, o Canadá, adversário que enfrentaram na fase de grupos e foram derrotados. Mas desta vez, os brasileiros não deram chances, vencendo por 3 a 1. Duas boas vitórias de Guilherme Teodoro, ambas por 3 a 2, sobre Terence Yeung (7/11, 11/9, 11/9, 2/11 e 11/7) e Jeremy Hazin (6/11, 11/2, 11/6, 8/11 e 11/8). Outro triunfo, de Enzo Nakashima contra Edward Ly, por 3 a 1 (11/13, 11/6, 11/5 e 15/13). E apenas uma derrota, de Eduardo Tomoike para Jeremy Hazin, por 3 a 1 (6/11, 11/8, 9/11 e 13/15).



Mais dureza no confronto pela vaga, assim como havia acontecido com as meninas. O chileno Nicolas Brugos venceu o primeiro jogo, contra Eduardo Tomoike, por 3 a 2 (11/8, 8/11, 8/11, 11/7 e 10/12). Guilherme Teodoro superou Jorge Paredes, por 3 a 1 (12/14, 11/5, 11/5 e 11/6). Enzo Nakashima conquistou a segunda vitória brasileira, ao bater Andres Martinez, por 3 a 2 (13/11, 11/7, 8/11, 11/13 e 11/8). Guilherme Teodoro perdeu o quarto jogo, para Nicolas Brugos, por 3 a 0 (9/11, 3/11 e 9/11). Eduardo Tomoike concretizou o objetivo dos brasileiros, ao vencer Jorge Paredes, por 3 a 1 (11/9, 10/12, 12/10 e 13/11).



“Um dos pontos mais importantes nestas duas partidas de hoje foi a união do grupo. Quando um perdia, o outro ia lá, dava força, aconselhava. Foi um jogo muito duro contra o Chile. Acho que atuamos bem em todas as partidas neste Pan-Americano. Tivemos a infelicidade de cruzar com os Estados Unidos na semifinal. É uma equipe muito forte, que acabou conquistando o título”, lembrou o mesa-tenista Guilherme Teodoro, que promete manter foco total nas disputas individuais e de duplas, que começam nesta sexta-feira.

Crédito: CBTM

Página Inicial


Comentários